VI Semana Cultural Sinais na Arte 14/09/2016


 

A VI Semana Cultural Sinais na Arte promove as culturas surdas por meio de diversas ações na língua brasileira de sinais (Libras).
As atividades acontecem gratuitamente durante o mês de setembro de 2016 no MAM São Paulo e nas Instituições Culturais Parceiras.

 

Programação do MAM

Dia 27/09 (ter)
10h30 Experimentações com tintas naturais (esgotado)

Dia 28 (qua)
10h30 Oficina de Performance com Léo Castilho (esgotado)
14h00 Mostra audiovisual em libras Surdocine “O som e o Sentido” (No auditório Lina Bo Bardi do MAM – Vagas limitadas. Sujeito a lotação do espaço)

Dia 29 (qui)
10h30 Oficina: Brincadeiras Poéticas em português e libras com Léo Castilho e Mirela Estelles (esgotado)
14h30 Jogo de poesias com o Corposinalizante (esgotado)

Dia 30 (sex)
10h00 Visita mediada em libras (esgotado)

 

Programação das Instituições Culturais Parceiras

 

Bienal São Paulo
Visita em libras pelo mediador Bruno Vital na exposição Incerteza Viva – 32a Bienal de São Paulo

Sob o título Incerteza Viva, a 32a Bienal de São Paulo busca refletir sobre as atuais condições da vida e as estratégias oferecidas pela arte contemporânea para acolher ou habitar incertezas. Não é preciso agendar, as visitas acontecerão com no máximo vinte pessoas, por ordem de chegada.
Dias 27 e 28/09
Das 11h30 às 13h30
Dias 29 e 30/09
Das 15h às 17h

Pinacoteca do Estado de São Paulo
Programa Educativo para Públicos Especiais da Pinacoteca de São Paulo

Dia 24/09
15h – Palestra: A atuação do educador surdo nos espaços culturais: relato de experiência com Sabrina Denise Ribeiro (educadora surda) e  intérprete de libras Amanda Lioli e Poesia em Libras com Catharine Moreira (educadora surda) e Intérprete de libras Amanda Lioli no Espaço NAE (térreo)

Memorial da Resistência
“Por um mundo onde sejamos socialmente iguais, humanamente diferentes e totalmente livres.” Rosa Luxemburgo

Dia 30/09
13h30 – Visita em libras
Ao longo da semana, disponibilizará uma janela de libras com os relatos dos ex-presos políticos.
O edifício que sediou o Deops/SP, local marcado pela violação dos Direitos Humanos, abriga, atualmente, o Memorial da Resistência de São Paulo, dedicado à valorização dos princípios democráticos e do exercício da cidadania, que potencializam a reflexão sobre os Direitos da Pessoa com Deficiência e para celebrar o Dia Nacional do Surdo.

Museu Afro Brasil

Dia 30/09
13h30 – Visita com intérpretes em libras:  “A mão afro brasileira em outros Acervos”
A visita propõe a mediação sobre temas existentes e abordados no acervo do Museu Afro Brasil em relação ao acervo do MAC. A visita se iniciará no acervo do Museu Afro Brasil e, em seguida, proporá uma caminhada pela marquise do parque Ibirapuera  até o MAC para observar o “Jardim das Esculturas” e discutir obras e artistas que dialogue com os conteúdos existentes no acervo do MAB.

Museu Lasar Segall

Diariamente de quarta a segunda (fecha às terças)
Das 11h às 18h – Visita livre e sem mediação
Videolibras para a exposição Idas e vindas, Lasar Segall e o Brasil

Centro Cultural Banco do Brasil – São Paulo
Em Libras: Diálogos Poéticos

Dia 17/09
11h, 14h e 16h – Estação Libras
Para receber o público surdo e conscientizar os ouvintes sobre a Língua Brasileira de Sinais, preparamos um ponto de encontro que propõe dinâmicas para nos aproximar de assuntos da rotina, semelhanças, diferenças e curiosidades da comunidade surda.
11h – Sarau em Libras
A partir de uma visita mediada à exposição, o público surdo ou fluente em Libras é convidado a construir poesias visuais que trazem seus sentimentos e percepções das obras presentes na mostra. Música e iluminação também são elementos que compõem esse Sarau em Libras!     
Atividade realizada para grupos escolares de surdos. Caso tenha interesse, entrar em contato através do telefone (11) 3113-3649
Dia 21/09
11h, 14h e 16h – Estação Libras
Para receber o público surdo e conscientizar os ouvintes sobre a Língua Brasileira de Sinais, preparamos uma estação que propõe dinâmicas para nos aproximar de assuntos da rotina, semelhanças, diferenças e curiosidades da comunidade surda.
11h – Librário
Através de um jogo da memória, o CCBB Educativo te convida a conhecer um pouco do vocabulário da Língua Brasileira de Sinais, de forma divertida.
13h30 – Contação de Histórias em Libras
Durante a exposição “Los Carpinteros: Objeto Vital” ouviremos histórias sobre Cuba e outras narrativas que fazem alusão às questões presentes nas obras do coletivo, como repetições, memórias, monumentos e transformação.
Especialmente para essa programação, educadores ouvintes preparam-se e prenderam Libras para recriar e contar essas histórias, priorizando a visualidade da Língua de Sinais como principal elemento da narrativa, oferecendo assim uma atividade completamente pensada para o público surdo. Haverá tradução para o português.
14h30 – Espaço Sensorial em Libras
A partir dos conteúdos apresentados pela exposição, nossa equipe cria e constrói um ambiente que passa da experiência visual, em sua pureza, para uma experiência do tato, do movimento, dos materiais, em que o corpo inteiro, antes resumido à visualidade, desperta para outras e novas percepções.
A mediação do Espaço Sensorial das 14h30 às 15h30 ficará por conta de educadores fluentes em Libras
15h30 – Atividade Prática com intérprete de Libras
Transformando Memórias
Tendo como ponto de partida maquetes de construções icônicas de prédios e monumentos de São Paulo, o público é convidado desenhar nessas reproduções para ressignificar o espaço, refletir sobre o papel da memória pessoal e coletiva na arquitetura e pensar outras relações com a cidade e seus habitantes.              
16h30 – Librário
Através de um jogo da memória, o CCBB Educativo te convida a conhecer um pouco do vocabulário da Língua Brasileira de Sinais, de forma divertida.
19h – Visita Mediada em Libras
Uma visita às galerias que tem por objetivo aproximar a obra exposta e seu conteúdo do visitante. É com esta conversa, aberta à troca de experiências, que estimulamos pensamentos e reflexões.
Dia 25/09
11h, 14h e 16h – Estação Libras
Para receber o público surdo e conscientizar os ouvintes sobre a Língua Brasileira de Sinais, preparamos uma estação que propõe dinâmicas para nos aproximar de assuntos da rotina, semelhanças, diferenças e curiosidades da comunidade surda.
13h30 – Música Encena em Libras
Uma sessão especial da atividade Musica Encena é apresentada para o público surdo, onde todos os diálogos serão realizados em Libras e a vibração da música acompanha o ritmo das cenas. Nosso educador surdo, Bruno Ramos, ensina e ensaia os colegas para uma apresentação totalmente construída na Língua de Sinais.
A atividade torna-se assim acessível para este público que não terá uma ação adaptada, mas sim uma atividade pensada especialmente para eles.
15h – Contação de Histórias em Libras
Durante a exposição “Los Carpinteros: Objeto Vital” conheceremos histórias sobre Cuba e outras narrativas que fazem alusão às questões presentes nas obras do coletivo, como repetições, memórias, monumentos e transformação.
Especialmente para essa programação, educadores ouvintes preparam-se e aprenderam Libras para recriar e contar essas histórias, priorizando a visualidade da Língua de Sinais como principal elemento da narrativa, oferecendo assim uma atividade completamente pensada para o público surdo. Haverá tradução para o português.
Dia 26/09
11h, 14h e 16h – Desvendando Sinais
Você sabe qual a origem da língua de sinais? Que cada país, até cada estado, tem regionalismos para sua comunicação? Que tal aprender um pouco sobre essa história e descobrir de forma lúdica os sinas mais utilizados no seu cotidiano? O CCBB Educativo preparou uma estação para você conhecer um pouco do universo da Libras no Dia Nacional do Surdo.
11h e 17h – Contação de Histórias em Libras
Durante a exposição “Los Carpinteros: Objeto Vital” conheceremos histórias sobre Cuba e outras narrativas que fazem alusão às questões presentes nas obras do coletivo, como repetições, memórias, monumentos e transformação.
Especialmente para essa programação, educadores ouvintes preparam-se e aprenderam Libras para recriar e contar essas histórias, priorizando a visualidade da Língua de Sinais como principal elemento da narrativa, oferecendo assim uma atividade completamente pensada para o público surdo. Haverá tradução para o português.

Museu da Cidade de São Paulo
Diálogo em Sinais: criando laços com a comunidade surda

Dia 17/09
14h – Ação educava no Solar da Marquesa de Santos
A ação consiste em uma visita mediada por nossos educadores, com o objetivo de apresentar os sinais de três casas históricas: o Solar da marquesa de Santos, o Beco do Pintor e a Casa da Imagem e também dialogar sobre esses espaços, estabelecendo conexões com a cidade e criando laços por um museu mais inclusivo.

Itaú Cultural

Dia 18/09
19h – Roda de Samba Celebração Cartola
Dia 22/09
20h – Brechas Urbanas
Dias 24/09 e 25/09
Seminário Dicções Femininas na Cultura Brasileira
Dias 20/09 e 27/09
20h – Terça Tem Teatro
Dias 24/09 e 25/09
16h – Espaço Olavo Setubal – Visitas com interpretação em Libras
Dias 24/09 e 25/09
16h – Calder e a Arte Brasileira – Visitas com interpretação em Libra
Dias 24/09 e 25/09
16h – Ocupação Cartola – Visitas com interpretação em Libra
Dias 24/09 e 25/09
a partir das 14h – Fim de Semana em Família

Sesc Vila Mariana
Vivência

Dia 18/09
Das 11h às 13h – Setembro Azul com Slam do Corpo
Atividade aberta de diversidade cultural para o público surdo e ouvinte envolvendo a Língua Brasileira de Sinais (Libras). O Slam do Corpo conta com um intérprete para quem quiser recitar sua poesia, sozinho ou em dupla bilíngue. A atividade também contará com um DJ e terá um combo de livros para o vencedor da batalha de poesias.
Slam é um tipo de sarau, um jogo, um campeonato de poesias que existe no mundo todo. O Slam do Corpo é o primeiro de surdos e ouvintes do Brasil. A atividade abre com um momento chamado “corpo aberto”, no qual qualquer pessoa pode apresentar um poema. Depois segue com uma batalha de poesias, na qual duplas de poetas (um surdo e um ouvinte ou um ouvinte e um intérprete de Libras) performatizam poemas nas duas línguas ao mesmo tempo. Os jurados são escolhidos na hora, eleitos do próprio público. Os poemas devem ser autorais, não podem passar de 3 minutos de duração e nem ter apoio de qualquer objeto de cena.

Centro Cultural de São Paulo – Biblioteca de Culturas Surdas

O projeto Setembro Azul é voltado às comemorações do dia do surdo e visa fortalecer o CCSP e a Biblioteca de Culturas Surdas em seu projeto de ter uma programação e um espaço cada vez mais acessíveis às pessoas com necessidades especiais
Dia 14/9
Das 18h15 às 19h30 – Performance de Leonardo Castilho
Das 20h às 21h – Roda de conversa com Lara Gomes
Dia 21/9
Das 18h15 às 19h30 – Contação de histórias com Fábio Sá
Das 20h às 21h  – Jogo em libras com Fábio Sá
Dia 28/9
Das 18h15 às 21h – Oficina de cartoon em libras com Lucas Ramon

Dias 24/09 e 25/9
14h30 – Contação de histórias com a Cia. Malas Portam Histórias (50min)
Contos populares brasileiros (João sem medo, A língua do boi e O macaco e a velha), clássicos da literatura (Hans Christian Andersen e Ana Maria Machado), entre outros. Com: Cia. Malas Portam Histórias (há nove anos se dedica ao estudo das múltiplas linguagens artísticas para seus espetáculos, unindo teatro, música e literatura, e utilizando suas malas, que portam histórias e que são protagonistas de suas apresentações).