Nota de pesar pelo falecimento de Emanoel Araújo 07/09/2022


O Museu de Arte Moderna de São Paulo lamenta profundamente a morte do artista e curador Emanoel Araújo, grande expoente da arte afro-brasileira e fundador do Museu Afro Brasil. Sua trajetória é marcada por um legado de enorme contribuição ao desenvolvimento e à valorização da arte brasileira, em especial no que se remete à cultura afro-brasileira, com atuação fundamental na preservação da memória ancestral.

Além de grande parceiro e amigo do MAM São Paulo, Emanoel era presença constante e marcante no museu. Recentemente, inaugurou conosco o 37º Panorama da Arte Brasileira, exposição da qual o MAM tem imenso orgulho de ter parceria com o Museu Afro Brasil.

Foi curador da memorável mostra A Mão Afro-Brasileira, sediada pelo MAM em 1988. Algumas de suas obras fazem parte de nosso acervo, com destaque para Aranha (1981), exposta permanentemente no Jardim de Esculturas, e para um conjunto de pinturas da série Suite Afriquía, que ganhou o prêmio do Panorama da Arte Brasileira de 1977.

O MAM estende sua solidariedade aos amigos, à família de Emanoel e a todos os colaboradores do Museu Afro Brasil.

Emanoel na abertura do 37º Panorama da Arte Brasileira. Foto: Denise Andrade