Intensidades da imagem cinematográfica com Cyntia Calhado LISTA DE ESPERA PARA NOVAS TURMAS


Recomende esse curso


Como uma imagem nos afeta? Por que algumas imagens nos marcam, permanecendo em nosso imaginário muito tempo depois de as termos visto? Quais procedimentos audiovisuais são acionados para que um filme se torne uma experiência estética intensa? Esses são alguns dos questionamentos que motivam este curso. A proposta de análise da imagem cinematográfica que desenvolveremos nesses quatro encontros segue a leitura das plasticidades da imagem e a experiência estética, tendo como foco a análise de cenas de filmes do cineasta brasileiro Walter Salles, do austríaco Michael Haneke, além de longas premiados nos principais festivais internacionais de cinema. O objetivo do curso é oferecer parâmetros para a atuação na área de crítica cinematográfica e instrumental para realização de projetos audiovisuais profissionais ou acadêmicos.

 

Programa

Aula 1 – Endereçamentos da imagem: transparência, opacidade e sensorialidade a partir da análise de trechos de filmes do cineasta austríaco Michael Haneke;
Aula 2 – Como uma imagem nos afeta? Experiência estética no cinema contemporâneo. Acionamentos do corpo pela imagem;
Aula 3 – Por que algumas imagens nos marcam, permanecendo em nosso imaginário muito tempo depois de as termos visto? As plasticidades da imagem cinematográfica, o uso de cores, formas e iluminação;
Aula 4 – Quais procedimentos audiovisuais são acionados para que um filme se torne uma experiência estética intensa? Perda do efeito de tridimensionalidade, desfiguração e texturas da imagem.

 

Duração: 04 encontros
Público: publicitários, designers, jornalistas, relações públicas, programadores, arquitetos, artistas, professores, estudantes e interessados em explorar as ações artísticas e as linguagens midiáticas com ênfase no audiovisual.

 

Cyntia Calhado é crítica, curadora, pesquisadora e professora universitária em cursos de Comunicação e Audiovisual. É doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), onde desenvolve a pesquisa Intensidades da imagem: acontecimento narrativo no cinema, análises críticas a partir de Walter Salles e mestre pela mesma instituição. É uma das autoras do livro Extremidades: Experimentos Críticos, organizado por Christine Mello, e integrante do Grupo de Estudos Extremidades: redes audiovisuais, cinema, performance e arte contemporânea, coordenado por Christine Mello, e da plataforma lab eXtremidades. Possui dez anos de experiência profissional em jornalismo, com passagens por diversos veículos, entre eles, publicações da Editora Abril, as revistas Reserva Cultural e Revista E, do Sesc, e o site Guia da Semana. É coidealizadora do site de cinema brasileiro Caleidoscópio. 

 

Sócios do MAM têm 20% de desconto. Faça parte!

Estudantes, professores e aposentados tem 10% de desconto

Dúvidas: cursos@mam.org.br ou 5085-1314.

 

Crédito da imagem: Rennó, Rosângela. Photographic Gun (da série: Anti-cinema). 1989, acervo MAM.

Inscreva-se