curso online | moda e estética: a vida como obra de arte com Brunno Almeida Maia


Recomende esse curso


Datas: De 10 a 31 de outubro de 2022
Horário: 19h às 21h

Segundas-feiras
Público: interessados em geral

Duração: 04 encontros
Investimento: R$ 320,00
As aulas acontecem ao vivo via plataforma Zoom
Aulas gravadas disponibilizadas apenas por tempo determinado
Curso contempla certificado no final

 

inscrições aqui

 

O curso parte do conceito de estética da existência, formulado por Michel Foucault nos anos 1980, para entender as relações entre vestimenta e identidade.

Ao desconstruir a visão eurocêntrica da roupa como forma de distinção social, as aulas convidam o aluno a pensar o corpo vestido como um dispositivo que materializa subjetividades desviantes, transformando a vida em obra de arte. O objetivo é mostrar como o século XX fez da moda uma forma de manifestação, ruptura, subversão e contestação de uma única estética.

Temas que serão discutidos nas aulas:

  • O conceito de “roupa de artista” proposto por movimentos estético-políticos como o surrealismo francês, o construtivismo russo e o futurismo italiano
  • Os trajes simultâneos do casal Robert e Sonia Delaunay
  • O vestido reforma de Gustave Klimt
  • A vida e a obra de Charles Baudelaire, Georg Sand, Virginia Woolf, Marcel Proust, Flávio de Carvalho, José Leonilson,
  • Arthur Bispo do Rosário e Hélio Oiticica
  • As drag queens, travestis e o corpo queer
  • Os dândis do Congo e da Europa
  • Os trajes africanos, do candomblé e do Bronx
  • Decolonialismo e movimento feminista

Em mundo no qual a autoimagem passa pela estetização da vida das redes sociais, e do próprio sujeito como uma empresa (influencers), o avesso seriam as imagens provocadas pelas recentes rupturas da moda.

Nesse sentido, os corpos plurais, periféricos, agêneros, LGBTQIAPN+, de povos originários e da diáspora negra evocam mais do que imagens políticas, mas formas de vida inteiramente novas.

 

Programação

Aula 01 (10/10)

  • Moda e subjetividade
  • A estetização do eu como origem da moda – os manuais de conduta, retratos, biografias e escritas de si
  • O sujeito moderno e a descentralização do eu
  • A vestimenta e o seu “papel” no sujeito de desejo da psicanálise
  • Corpos-vestidos em devir: as noções clássicas de identidade e a ruptura com Nietzsche e o existencialismo francês

Aula 02 (17/10)

  • A Moda como estética da existência
  • As noções de estética da existência, technē tou biou (arte, técnica da vida), conhecimento e cuidado de si no Foucault dos anos 80
  • Morais e éticas inventivas em “corpos desviantes” – do dandismo de Oscar Wilde ao queer na moda;
  • Para uma crítica à moda colonial – os modos de vestir silenciados

Aula 03 (24/10)

  • Moda e modernismo – o escândalo da verdade no corpo
  • Modernismo como problema das formas (de Baudelaire ao cubismo do século 20)
  • A vida como literatura: os vestidos de Virginia Woolf e Marcel Proust
  • A história da moda como história das formas do corpo
  • A ruptura no guarda-roupa feminino: moda e feminismo
  • As expressões de gêneros na Moda – a crítica do agênero e do não-binarismo

Aula 04 (31/10)

  • A roupa de artista nos movimentos de vanguardas do século 20
  • O conceito de “roupa de artista”
  • A moda, a revolução e o desejo nas roupas de Elsa Schiaparelli para o surrealismo francês
  • A “roupa de artista” no construtivismo russo, no futurismo italiano, nos trajes simultâneos do casal Robert e Sonia Delaunay, no vestido reforma de Gustave Klimt e em Joseph Beuys
  • A estética da existência nos trajes e têxteis de Flávio de Carvalho, Arthur Bispo do Rosário, José Leonilson e Hélio Oiticica

 

Brunno Almeida Maia é pesquisador em filosofia, ciências humanas e teoria pela UNIFESP, foi curador e pesquisador da exposição “Ema e a Moda no século XX – as roupas e a caligrafia dos gestos”, na Casa Museu Ema Klabin, e residente do NECMIS. É professor convidado e coordenador pedagógico em instituições como Istituto Europeo di Design, de São Paulo, da Escola de Comunicação e Artes da USP, do SENAC Lapa, da FAAP e Centro Universitário Belas Artes. É autor do livro “O Teatro de Brunno Almeida Maia” (Editora Giostri, 2014). Também assina capítulo sobre a relação entre a literatura e a moda no romance Lucíola (1862) de José de Alencar no livro “Moda Vestimenta Corpo” (Editora Estação das Letras e Cores, 2015), e é um dos autores da antologia “São Paulo em Palavras” (Editora Aquarela Brasileira, 2017). Foi facilitador pedagógico do Programa “Transcidadania”, uma iniciativa da Prefeitura Municipal de São Paulo com a CADS e Centro de Cidadania LGBT SP. Atualmente trabalha em seu próximo livro: “Tempos de exceção: ensaios sobre o contemporâneo” (Editora Cosmos). 

 

Sócios do MAM têm 20% de desconto. Faça parte!
Estudantes, professores e aposentados tem 10% de desconto

Dúvidas:
cursos@mam.org.br
WhatsApp: 11 99774 3987

 

 

Roupa nº 6 (2002), de Rafael Assef
Fonte: acervo do mam

 

Curso online ao vivo via plataforma de videoconferência. Aulas gravadas disponibilizadas somente aos inscritos e por tempo determinado.
Ao participar desta atividade/evento, você autoriza, de forma gratuita e definitiva, o MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, a utilizar sua imagem, voz, dados biográficos e sinais característicos, captados em vídeo, áudio, fotografia e prints, para fins de registro, divulgação e promoção das atividades do Museu, em quaisquer meios, veículos, suportes, mídias, métodos e tecnologias, tangíveis ou intangíveis. Caso você não queira que sua imagem seja divulgada, por favor informar o MAM (cursos@mam.org.br). Em alguns cursos as aulas que acontecem na plataforma Zoom poderão são gravadas e disponibilizadas somente aos participantes dessas respectivas aulas com prazo de expiração. O conteúdo da gravação é protegido por direitos autorais e o acesso é permitido unicamente para fins de estudo e de uso exclusivo do participante impossibilitando a sua divulgação ou compartilhamento com terceiros.